1.6.08

@ A linguagem no coração das aprendizagens


Preocupados com o índice de insucesso escolar e conscientes da importância da linguagem para o desenvolvimento da leitura e da escrita, os franceses inseriram as leis relacionadas à educação o item: A LINGUAGEM NO CORAÇÃO DAS APRENDIZAGENS.
Entre as atividades realizadas com as crianças de a partir de 3 anos de idade estão aquelas já conhecidas por nós (e frequentemente utilizadas pelos educadores brasileiros): estimular o discurso oral da criança, o relato de fatos vividos, o uso de marcadores temporais, etc. Os pequenos franceses também vão ter o primeiro contato com a escrita e, para isso, os educadores devem seguir o programa descrito no item 4 do currículo apresentado pelo governo. Conforme citado abaixo:
4. Se familiarizar com o francês escrito e construir uma primeira cultura literária.
4.1. descobrir as principais funções sociais da escrita;
4.2. se familiarizar com o francês escrito;
4.3. construir uma primeira cultura literária;
4.4. tomar consciência das realidades sonoras da Língua;
4.5. das atividades gráficas às atividades de escrita;
4.6. descobrir o funcionamento do código escrito.
Destaco o item 4.4. para chamar atenção ao fato de que os franceses estão verdadeiramente convencidos de que a estimulação das habilidades relacionadas à Consciência Fonológica é de extrema importância para o bom desenvolvimento escolar. Sobre esse assunto, a lei de 2002 diz que:
“O sistema da escrita alfabética se funda essencialmente na relação entre as unidades distintivas da linguagem oral (fonemas) e unidades gráficas (grafemas). Uma das dificuldades de aprendizagem da leitura reside no fato de que os constituintes fonéticos da linguagem são dificilmente percebidos pela criança pequena. Consequentemente, a criança trata os enunciados que lhe são dirigidos de maneira a compreender seu significado e sem analisar seus constituintes. É então conveniente lhe permitir escutar de outra maneira a fala dos outros e a sua própria, levando a criança a prestar atenção nos aspectos formais da mensagem.”“Sabe-se que a poesia trabalha os constituintes formais, ritmos e sons, assim como com os significados. É por essa via que nós podemos introduzir as crianças a uma nova relação com a linguagem: cantigas, músicas, poesias, trava-línguas (...).”“(...) A sílaba é um ponto de apoio importante para aceder às unidades sonoras da linguagem. Encontrar as sílabas que constituem um enunciado é o primeiro passo para tomar consciência quanto aos fonemas da língua. Nós chamaremos atenção para o fato de que as sílabas existem na fala e, segundo a maneira como nós as recortamos, os enunciados formados serão diferente. Uma das maneiras mais simples de fazer com que as crianças sintam as sílabas é ritmar os enunciados com batidas de mãos, por exemplo. Isso pode ser feito naturalmente durante uma canção e muito facilmente nas cantigas e poemas (...). De uma maneira geral, todas essas atividades devem ser curtas, porém, freqüentes, fazendo parte dos jogos ou dos momentos dedicados às atividades de educação artística.”
Na literatura ainda encontramos alguns desentendimentos sobre esse tema. Certos autores não acreditam na eficácia do trabalho de consciência fonológica antes que a criança tenha contato com a escrita. E você, o que pensa sobre o assunto?